Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

A identidade do cristão

Vivemos em um mundo conturbado, onde constantemente somos colocados em prova. Os valores cristãos, amar ao outro, fazer o bem ao próximo, doar um pouco de si para que a humanidade tenha mais vida, cada vez parecem mais distantes de nosso cotidiano.

“Ser sal da terra e luz do mundo” (cf. Mt 5,13-16) é um desafio para todos nós, filhos e filhas de Deus, que buscamos um mundo mais justo e fraterno.

Jesus inicia um caminho de transformação no modo de viver e de deixar viver todas as pessoas. Ele assume uma perspectiva de ser, a partir de uma existência para além de si, trazendo o outro à dignidade humana, de acordo com a graça que todos recebemos da criação divina.

No Evangelho de Mateus, após as bem aventuranças (cf. Mt 5,1 - 12a), continuamos no “Sermão da Montanha”, onde Jesus nos lembra a importância de estarmos atentos para vermos e apontarmos (ser luz) as necessidades de nossos irmãos e irmãs, e fazermos diferenças (ser sal) em suas vidas.

Jesus aponta os caminhos da felicidade, mas, para seguirmos seus passos, precisamos compreender que Deus está presente nos pequenos feitos que cada um de nós pode realizar e não permite que nenhum esforço se perca para que haja um mundo mais irmão.

Nosso desafio de ser sal e luz deve nos inserir na realidade ainda que nem sejamos notados, veja que o sal se integra aos alimentos, torna-se invisível mas sabemos se há falta dele e, quanto a luz, não é para ela em si que ficamos olhando mas para as coisas que ela nos permite encontrar, ou ainda, a fonte de onde vem, Jesus Cristo.

Assim, nossa identidade, como seguidores de Jesus está em buscar os valores que Jesus defendeu, a felicidade para além de nós mesmos, para que ao nos entregarmos, agindo com os sofredores nas necessárias mudanças, através da contemplação da fonte de toda a luz que é Jesus, possamos nos alegrar com a as conquistas que Ele concederá à todos.