Ao Vivo
 
 
Siga ao vivo

2017 de Boeing 777

Estamos ainda no início de 2017. Podemos imaginar o Ano Novo como uma caminhada de 365 passos ou uma viagem de carro de 365 km. Todos levamos no bagageiro do coração muitas expectativas, bons propósitos, anseios. Projetos a serem realizados neste tempo, para alcançar metas que nós colocamos. Mas assim como existe o tempo cronológico (krónos) e o tempo favorável da graça (kairós), podemos e devemos estabelecer metas espirituais e não apenas temporais ou materiais. Mais do que expectativas com data marcada, devemos ter esperança, buscar as coisas do alto.

No ano de 1998 fiz uma viagem de 10 dias a trabalho para o Havaí, deixando a Rita e as crianças sozinhas em Londres. Na volta, no aeroporto de San Francisco, nos Estados Unidos, me bateu uma angústia muito grande, um mau pressentimento quanto ao vôo, medo de morrer mesmo. Telefonei pra ela e pedi que orasse muito a Deus para que tudo corresse bem na viagem e eu chegasse em segurança.

Quando embarquei na aeronave, fique bem mais tranquilo. Um Boeing 777 novinho em folha, com cheiro de novo, as poltronas ainda no plástico! Falei para um senhor que estava na poltrona vizinha: “que maravilha, tudo novinho em folha!com certeza, garantia de um vôo seguro…” Ele respondeu, sem entusiasmo algum: “isso não é nada bom! avião bom é aquele que já voou pelo menos 300 mil milhas, porque assim passou pela prova do uso…” Verdade! Por que eu não tinha pensado nisso? Voltei a ficar nervoso.

Após a decolagem, atingida aquela altitude de cruzeiro, começaram a servir o jantar. Tudo parecia ir muito bem, até entrarmos numa zona de turbulência muito forte. As comissárias de bordo tiveram que recolher como podiam os carrinhos com a comida, chacoalhava tudo, as portas dos bagageiros se abriam e o pavor era geral. Lembrei dos meus maus pressentimentos mas, sem perder a fé e mantendo a esperança, me apoiei nas orações feitas lá em casa por mim.

Claro, você já imaginou que se estou vivo é porque essa história teve final feliz. Passada a turbulência, tudo se normalizou e o restante da viagem transcorreu muito bem até eu reencontrar minha família no Aeroporto de Heathrow. Graças ao bom Deus!

O porquê de eu estar compartilhando com você essa passagem aqui? Para fazer uma comparacão com o Ano Novo, essa viagem que já começou. Talvez a sua auto-confiança esteja alta, apoiada nas próprias forças, como que na tecnologia de um avião novinho, um Boeing 777. Pode ser que os primeiros dias, os primeiros quilômetros estejam tranquilos. Mas se e quando vier a provação, é muito importante que você tenha se alimentado de esperança. Esperança em Deus! Na providência e na protecão divina. Talvez a turbulência do desemprego, da enfermidade, das perdas tenha já se abatido de surpresa sobre você. Não se amedronte! “Ainda se vier, noites traiçoeiras, Cristo estará  contigo…” Para chegar seguro no dia 31 de dezembro atingindo a meta de ter vivido intensamente 2017!

Uma ótima viagem pra você!

p.s. o mesmo princípio vale para a Rádio Magnificat: estamos assentados na tecnologia da comunicação digital, mas voamos mesmo, isso sim, apoiados nas asas do Espírto de Deus…