Na opinião do enviado especial do secretário-geral da ONU para a Juventude, Ahmad Alhendawi, o futuro do crescimento econômico do Brasil depende do apoio aos jovens e fala também sobre papel da geração para o desenvolvimento sustentável.

Ahmad Alhendawi defende investimentos principalmente nos setores da saúde e da educação e garantia de que os jovens brasileiros tenham acesso a empregos decentes e direito à participação política.

Olimpíadas

O enviado esteve no Rio de Janeiro no início desta semana, participando de um evento sobre a juventude, organizado pela ONU no Brasil em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz, Fiocruz.

Ahmad Alhendawi espera que os Jogos Olímpicos no Rio ajudem a chamar a atenção para a importância de se apoiar o desenvolvimento do Brasil.

O enviado da ONU lembra que defender os direitos dos jovens é também essencial para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Educação

Ele ressaltou que a ONU está comprometida em contribuir para o desenvolvimento da juventude brasileira. Além de investir em saúde, educação e empregos, é preciso promover a participação nos esportes.

Um relatório recente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, mostra que apenas 56% das escolas do Brasil têm professores de Educação Física e em algumas áreas, a porcentagem é menor.

Outro dado da ONU sobre o Brasil: um em cada cinco jovens entre 15 e 29 anos, está sem emprego ou fora da escola. Mulheres e negros representam a maioria. Segundo o Pnud, somente 11% dos jovens negros brasileiros entre 18 e 24 anos estão na universidade.